Mel

1992

Escolha a música e ouça o sucesso!


Ficha Técnica do Disco: 

Título: Mel
Ano: 1992
Gerencia Artística: Mauro Almeida
Produção: Paulo Ferreira
Produtor Artístico: Luis Tedax Braga
Técnicos de Gravação: Elcio Alvarez Filho, Carlos Villaça e Aquilino S. Filho
Capa Arte: Oscar Paolilo
Fotos: Aki Morechita
Estúdio: Gravado e Mixado nos Estúdio da Gravodisc (SP)
Arranjos: Banda Mel
Arranjo de Metais: Edson Alves
Gravado durante a Primavera de 1992.
Agradecimentos Especiais
As rádios: AMs/FMs/TVs/Jornais/Revistas de todo País.
Diretoria do Bloco Mel: Alberto, Abílio e Lindauro.
Bamdamel é:

Teclado: Fernando Padre
Guitarra: Gustavo
Baixo: Jailton Dantas
Bateria: Dal Braga
Percussão: Dito, e Orlando Costa
Vozes: Márcia, Robson e Alobened
Músicos Convidados:
Acordeom: Osvaldinho nas musicas: Festa na Cinelândia e Trem Bom
Trompetes: Gil e Tenisson
Sax Alto: Proveta
Sax Tenor: Cacá Nalaquias
Sax Barítono: Ubaldo Versalato
Trombone: Feançois
Beck Vocais: Silvinha Araújo, Ângela e Sarah/Ringo

Supervisão Geral: ALBERTO ALCANTARA DA SILVA

Quero Fazer Amor com Você

FAIXA 1

Autores: Wilson Japiassu, Gustavo e Alobened (Ed. Peermusic/Direto)

Intérprete: Alobened Airam




Me leva ê, me leva ê

Auê, auê, auê, quero fazer amor com você

Que arerê rerê rerê até o dia amanhecer

Me aguarde em breve estou chegando por ai

Para curtir o seu astral

Sentir este balanço ao teu lado

Até que não é nada mal

Perdida pelo mar da imensidão da cor

Da paz e do amor

Cheia de amor, e com a essência mais pura que faz

Purificar o seu coração

Auê, auê, auê, quero fazer amor com você

Que arerê rerê rerê até o dia amanhecer

O teu calor, teu suingue teu cheiro, meu nêgo

Estou morrendo de paixão

Delírios pelo mar da imensidão da cor

Da paz e do amor

Me dá um beijo, me lambuza de suor

Assim já fica bem melhor

Auê, auê, auê, quero fazer amor com você

Que arerê rerê rerê até o dia amanhecer

Me leva eu, me leva ê

Me leva eu, me leva ê


Pra junto do meu coração

A tarde o vento sopra leve e traz


Era Tarde

FAIXA 2

Autores: Saul Barbosa e J. Velloso (Ed. Stalo/Uns)

Intérprete: Robson Moraes




Era tarde demais pra ter volta

Inda mais com a benção de Yamanjá

Me abraça pro mar e não me afoga

Me sufoca com tanto gostar

Dos contos de fada ela não acorda

Mas eu sou filho do Gantoi

E me ajuda, me traz sempre de volta

Minha força que vem de Oxalá

Lelebara como anda a verdade

No centro do patrimônio da humanidade

Olodum ensinando dança pra toda a cidade

Ao fazer aluguel tu tirai toda maldade

Ô ô doía, ô ô baba ô ô doía

Ô ô doía, ô ô baba ô ô doia

Olhos rasgados vestiu franqueza

Paredes com riscos pra desabar

Pele turmalina tanta beleza

Turma linda com o dom de encantar

Mostrei pra ela o que é nobreza

Pra os seus olhos virgens de tristeza constatar

Mesmo no canto temido da pobreza

É aonde nasce a alegria pra ela cantar


Lelebara até pra Luanda verdade

No centro do patrimônio da humanidade

Olodum ensinando dança pra toda a cidade

Ao fazer aluguel tu tirai toda maldade

Ô ô doía, ô ô baba ô ô doía

Ô ô doía, ô ô baba ô ô doia


Inspiração

FAIXA 3

Autores: Evany, Marcio e Jailton (Ed Sony Music)

Intérprete: Márcia Short




Olha o suingue da neguinha aqui

Olha o suingue da Bahia ai

Olha o suingue do negão ali

Olha o suingue da Bahia ai

Vem dos tambores de orixás

Essa força que nos faz

Subir a sagrada colina ao encontro do pai

Vem, vem de Dulce a santa luz

De um sorriso que seduz

A esperança no amanhã

Olha o suingue da neguinha aqui

Olha o suingue da Bahia ai

Olha o suingue do negão ali

Olha o suingue da Bahia ai

Vem da capoeira a tradição

De Itapuã a inspiração

A nossa ginga e cultura, meu irmão

Vem dessa terra todo o amor

Terra santa que o senhor

Do bomfim abençoou

Olha o suingue da neguinha aqui

Olha o suingue da Bahia ai

Olha o suingue do negão ali

Olha o suingue da Bahia ai


Olha o suingue da neguinha aqui

Olha o suingue da Bahia ai

Olha o suingue do negão ali

Olha o suingue da Bahia ai

Vem do terreiro a negra fé

Nossa gente tem um axé

E no coração a alegria de quem sabe o que quer

Vem dessa terra todo o amor

Terra santa que o senhor

Do bomfim abençoou

Olha o suingue da neguinha aqui

Olha o suingue da Bahia ai

Olha o suingue do negão ali

Olha o suingue da Bahia ai

Já não demora pro sol levantar

Do santo subir

E eu confessar

Que amo você

Olha o suingue da neguinha aqui

Olha o suingue da Bahia ai

Olha o suingue do negão ali

Olha o suingue da Bahia ai


Do santo subir

E eu me confessar

Que amo vocêJá não demora pro sol levantar

Festa da Cinelândia

FAIXA 4

Autores: Don Nei e Altay Veloso (Ed. Latino/Warner/Chappell)

Intérprete: Robson Moraes




Atenção galera vai rolar agora

Uma grande festa de confraternização geral

Com muita alegria, com muito molho e muito o quê

Rapeizes? Suingue, muito bem

Agora quero ouvir o naipe de minha banda

Vamos contar quatro pra ela

Aqui comigo um, dois, um, dois, três, quatro

Solo naipe

Yês, agora quero ouvir as congas, cadê as congas

Demais, agora um coro bonito pra agente ensaiar

Ta na hora de juntar os desejos

Reunir as forças desse nosso país Bis


O sol nasceu pra todos

Deu luz ao novo dia

O amor venceu de novo

E a música, a música a música não pode parar

E você princesa, de onde vem?

Eu não sei, sabe sim

Pelo seu jeito vem de Salvador dali

E você mileide, eu sou nissei

Lindos olhos, lindos olhos, lindos olhos

E esse belo grupo que ta chegando aí, de onde é que vem?

Aqui tem suingue, da baixada até o redentor

Que barato, agora eu quero ouvir o nordeste

Alô nordeste, cadê o sanfoneiro

Tá na hora de juntar os desejos

Reunir as forças desse nosso país Bis


O sol nasceu pra todos

Deu luz ao novo dia

O amor venceu de novo

E a música, a música, a musica não pode parar

E você cantor, onde mora?

Eu, sou brasileiro, mas o mundo é o meu país

Tu acreditas que o sol é o pai dos homens?

Crieo sim, frei Inácio, Che Guevara, o Ghandi

Lulu, Jonh Lenon , Jesus Cristo

Gente linda, opa consegue nos trombadinha

Calma rapaziada sem mexer na bolsa nem no bolso de ninguém

Chega pra dança, ai, ta bonito agora, agora só de uma vez

Calma tudo bem alguém deve algunha coisa pra alguém

Ninguém deve nada pra ninguém

Então esta liberado

Quero ouvir o naipe de minha banda

Ta na hora de juntar os desejos

Reunir as forças desse nosso país Bis


Deu luz ao novo dia

O amor venceu de novo

E a música, a música, a musica não pode pararO sol nasceu pra todos, foi

Dança Tago Mago

FAIXA 5

Autores: Abihssira e Braz Vieira (Ed Sicam)

Intérprete: Alobened Airam




Tago Mago, um coração que grita aê

Tago Mago vem que eu vou te levar

Tago Mago vem me dar a força tua

Tago Mago vem que eu vou te levar

Bem bem bem melhor

Tua energia em tempo

Deixe essa magia te levar a, a

Tem, tem, tem suor

É o pingar do mar o bronze

Quero tua cor pra dar amor ô ô

Ê ô ê ô um coração que grita ê ô ê ô

Vem que eu vou te levar ê ô ê ô

Vem me dar a força tua ê ô ê ô

Vem que eu vou te levar

Bem, bem, bem melhor

Tua energia em tempo

Deixe essa magia te levar, a, a

Tem, tem, tem suor

É o pingar do mar o bronze

Quero tua cor pra dar amor, ô, ô, ô

Ô ie ie ô esse dim, dim, dim tem dengo

Ô ie ie ô tem pimenta, meu tempero

Ô ie ie ô liberdade e tesão pra sempre

Amor pra aieiê

Pra sempre amor ê ô


Te embalar na ternura

Ter liberdadeCom prazer e loucura

Mulher Primazia

FAIXA 6

Autores: Ademário e Beto Jamaica (Ed Sony Music)

Intérprete: Márcia Short




Ê maravilha ê, ê, ê

Amar a vida ê, ê, a

Ê maravilha ê, ê, ê

E me chama

Vem cá, vem cá, vem cá

Você sempre mulher

Primazia que deslumbra

E que acata o mais profundo sentimento

Artista nata que é

Da solene verdade, sua realidade

Tu és maravilha

Você altiva e pura

Rosa de ouro, rosa estrelada

Anjo da rosa menina

Que lhes super fascina, Rosa de Deus

Ê maravilha ê, ê, ê

Amar a vida ê, ê, a

Ê maravilha ê, ê, ê

E me chama

Vem cá, vem cá, vem cá

Envolve e desenvolve

O fruto de uma simpatia

Que no seu dia a dia

Se faz verdejar

E ao teu seio vem alimentar

Humano em povorado

Subjulga a visão da beleza

Nós somos o tino da raça mais pura que é

A divinidade mulher

Nós somos o tino da raça mais pura que é

A divinidade mulher

Ê maravilha ê, ê, ê

Amar a vida ê, ê, a

Ê maravilha ê, ê, ê

E me chama ...


Divindade lhe seja bem vinda

Dulcineziar

Linda tal encantou

Eternas crianças do amorDireito oh! liberdade

Barca Furada

FAIXA 7

Autor: Marinho (Ed. Stalo)

Intérprete: Márcia Short




Eu já nem quero saber de tudo

Eu já nem quero saber de nada

Só sei dizer que esse País como está

Ta uma barca furada

São furos, penduros porque

Tantos rombos, o que se fazer

De olho sempre na TV, na palhaçada

Consciência é toda a questão

Nos falta é educação

Comida, com forte razão late e nada

Eu já nem quero saber de tudo

Eu já nem quero saber de nada

Só sei dizer que esse País como está

Ta uma barca furada

Não temos que desesperar

Nós temos é que acreditar

Que um dia de sol vai trazer a fantasia

O sonho ainda não acabou

E a coisa que mais se queria

Acreditar que amanhã pode ser um novo dia


Então vamos levantar poeira

Ta, ta, ta uma zoeira

Então vamos levantar poeiraTa, ta, ta uma zoeira

Veraneio

FAIXA 8

Autor: Evany (Ed. Sony Music)

Intérprete: Robson Moraes




Iô io io, verão, veraneio

Iô io io, verão, veraneio

Reencontrar o sol, ah, quanto prazer

É verão amor, gostoso de viver

Tempo de se amar

Fazer e esquecer

Toda a solidão que outrora marcou

Há de ser melhor

O novo amanhecer

Basta acreditar

Num sonho e vencer

Vem veranear, sem meu bem querer

Tem também o mar, pra banhar você

Quero a força de um puro amor

A beleza de uma flor, ser verão pra você Bis

Levada de Romance

FAIXA 9

Autor: Jorge Zarath (Ed. Peermusic)

Intérprete: Alobened Airam




Para não para, não para não

Para não para, não para a mão

Tati cum tati, Tle êlê, alê, alê, alê

Alegrou meu coração

Eu sou sua mina de pepita, vem menino me ninar

Eu sou aquela que faz fita que ama a lua e ama o mar

Eu sou chamego, sou apego, vem meu nego, vem bailar

Nessa levada de romance nosso lance tem que começar

Começa tudo por ai Denguinho

Começa tudo por ai Beijinho

Mão boba, oba, oba, oba, oba, oba, oba ai Bis


Eu sou maneca sou boneca, Sou sapeca pra danar

Eu sou traquina sou menina, Sou granfina é só sonhar

Eu sou de luxo, sou seu cacho e o meu facho não vai apagar

Eu tô querendo fogo e acho que esta festa tem que começar

Começa tudo por ai Denguinho

Começa tudo por ai Beijinho

Mão boba, oba, oba, oba, oba, oba, oba ai Bis


Para não para, não para a mão

Tati cum tati, Tle êlê, alê, alê, alê

Alegrou meu coração

Para não para, não para não

Beija Flôr

FAIXA 10

Autor: Moby Pacheco (Ed Direto)

Intérprete: Robson Moraes




No morro me apego na fé

E seguro a cabeça

No samba levanto o meu corpo

E me abraço com a vida

Amei como ama um beija-flor

Beijei a flor do amor

E acordei, despedida

Chorei como chora um perdedor

Rasguei do peito a dor

Já era hora da partida

No morro me apego na fé

E seguro a cabeça

No samba levanto o meu corpo

E me abraço com a vida


No mar eu vou lavar a alma

Sobre as ondas do mar

Eu vou lavar a alma

Com Yamanjá

Rainha do Mar

FAIXA 11

Autor: Wilson Japiassu (Ed Peer Music do Brasil)

Intérprete: Alobened Airam




Rainha do mar

Iê, iê iemanjá

Sintonize este canto

Traga energia da luz do luar

Do mundo negro

Surgiu a abolição

Eu canto este canto

É o canto da libertação

Liberdade do canto Ylê Aiê

Ylê Aiê. Ylê Aiê

Somos um povo manso do Ylê Aiê

Ylê Aiê. Ylê Aiê


Pois o povo precisa de paz e felicidade

Brancos e negros juntos vão sonhar

Para tentar e obter a realidadeTraga rainha do mar

Trem Bom

FAIXA 12

Autores: Vicente Barreto e Paulinho Pedra Azul (Ed Latino)

Intérprete: Robson Moraes




Essa sensação que me domina menina

Não é a mesma que domina o coração

É como se fosse a flor de cheiro

Que carrega o dia inteiro

O cheiro da provocação

Êta que tem bom

É cheira flor

Quando penso nela

Me sobe um calor

Tá danado, ta danado

Rá danado, ta danado de bom

Na saudade ela me deixou