Banda Mel do Brasil

1989

Escolha a música e ouça o sucesso!


Ficha Técnica do Disco: 

Título: Banda Mel do Brasil
Ano: 1989
Direção Artística: Matheus Nazareth
Gerência Artística: Mauro Almeira
Direção de Produção: Manolo Pousada
Produzido por: Fernando Gundlach
Assistente de Produção: Benedito Xavier (Bene)
Enegenheros de Gravação: Walter, Marcel e Fernando Gundlach
Assistente de Estúdio Pepe e Rodrigo Oliveira
Enegenheiro de Mixagem: Gilmario
Técnico de Editagem: Edson Marques
Supervisor de Corte: Osvaldo Martins
Foto: Tadeu Miranda
Capa: Pedrinho da Rocha
Produção Gráfica: Kuiz Cordeiro
Assistente de Arte: Antonio Deliperi
Gravado: Estúdio WR - Salvador
Mixado no Estúdio: Transamérica (RJ)
Agradecimentos: Cristóvão Rodrigues, Manolo Pousada, Josenel Barreto, Bloco Mel e Trio Elétrico Mel.
Bamdamel é:

Teclados: julio Viliani
Guitarra: Toni Augusto
Baixo: Jailton Dantas
Bateria: Dal Braga
Percussão: Orlando Costa, Dito Regis
Vocal: Márcia Short, Nonato, Alobened Airam
Supervisão Geral: ALBERTO ALCANTARA DA SILVA

Ginga e Expressão

FAIXA 1

Autor: Tonho Matéria (Ed Tapajós)

Intérprete: Márcia Short




Ginga e expressão, vem do coração

É o mar de amor, é o mar

Todas mulheres são sempre mulheres da vida

Todas mulheres são símbolos de uma amplidão

Eu quero poder pra poder amar

Como a Afrequetê que abriu um lugar ao mar

Pró teu estrelar

Conferem aos brutos que buscam a paz contida

Sem supertição do além da imaginação

Quem dera ao mundo sezeu motiá

Pro bem do futuro marcar esse usar o mar de motivações

Ginga e expressão vem do coração

È o mar de amor é o mar

Ginga e expressão vem do coração

È o mar de amor é o mar

Navega eu...

Mulheres são todas felinas, navega eu

Querendo afrequetiar - navega eu

Mulheres são todas felinas, navega eu

Querendo afrequetiar

A mulher surpreende-se seu mundo por ser exótica

Vende a imagem de puberdade pro teu sentir

Se a vida relata por ter noção

Por que não buscar o teor, razão, andar

Sem preocupação

Resiste aos embates que ferem tua fera ferida

Do sangue almea teu lume nunca entre o som

Mulher é metade e sempre será

O nome expande no total lugar e eu estou aqui

Por seu existir

Ginga e expressão vem do coração

È o mar de amor é o mar

Ginga e expressão vem do coração

È o mar de amor é o mar

Navega eu...

Mulheres são todas felinas, navega eu

Querendo afrequetiar

Ginga e expressão vem do coração

È o mar de amor é o mar

Ginga e expressão vem do coração

È o mar de amor é o mar

Navega eu...

Refrão


Vai Nego

FAIXA 2

Autores: Nilson Conceição (Ed Tapajós)

Intérprete: Nonato




Desde quando você é livre é

Livre como um passarinho

Desde quando você é livre é

Livre como um passarinho

Vai negro

E vai, vai

Mostrando o seu valor

Êô êô

Sem preconceito de cor

Negro

Defenda seus direito

Sim

E vai, vai

Mostrando o seu valor

Êô êô

Sem preconceito de cor

Negro

Defenda seus direito

Sim

Mas não tem canto

Em seu cantar

Que não una

Admiradores

Viajando nas origens

E querendo

Reivindicar

Mais negro você vai

Cuidando bem do que é seu

Mais negro você vai

Cuidando bem do que é seu

Multiplicando com ternura

O prestigio de uma eterna

Cultura


Coisa Apache

FAIXA 3

Autor: Edmundo (Ed Latino)

Intérprete: Alobened Airam




O vermelho e branco

Pendão que tremula

Provoca na gente

Delírio e alegria

Cheio de razão

Já dizia o poeta

Que a nossa alma

É rica em fantasia

O canto envolvente

Que a todos encanta

Aquele machado

De tempos atrás

Essa pomba branca

"Voando e trazendo a paz Bis

É tanta beleza

Que não se acaba mais

Sou eu, eu sou

Sou membro da tribo

Maior dessa terra

"Que todos procuram Bis

Que o povo espera

Que ninguém segura

Que ninguém supera

Se a bola de neve

Rolar na cidade

Levando a mensagem

Sincera e pura

Se o povo que tem uma vida inteira

Só feita de dedicação e ternura

Sentindo o arrepio que corre na pele

Vem da empolgação da vida evoluindo

"E muita emoção, vibração demais Bis

Pra esse meu coração de índio

Sou eu, eu sou

Sou membro da tribo

Maior dessa terra

Que todos procuram…

Camminho da Roça

FAIXA 4

Autor: Moa Bomfim (Ed Latino)

Intérprete: Márcia Short




Maracatu

Me levou

"Para um samba de roda Bis

E lá encontrei um pandeiro

Acompanhando a chula

E logo eles

No caminho fazendo um panavueiro

"No caminho da roça Bis

Só o pandeiro

No caminho da roça

E o violeiro

Ilha de maré

"Me espera que lá vou eu Bis

Vou levando o meu bocado

Desse balanço sagrado

Fui purificar o ser

To vindo lá de Santo Amaro

E lá vou eu

No caminho da roça

O pandeiro

"No caminho da roça Bis

O batuqueiro

No caminho da roça

E o violeiro

Ilha de maré

"Me espera que lá vou eu Bis

Vou levando o meu bocado

Desse balanço sagrado

Fui purificar o ser

To vindo lá de santo amaro…

Favela da Maré

FAIXA 5

Autor: Marinho (Ed. Stalo)

Intérprete: Alobened Airam




Todos os dias levanto bem sedo

E vou ver a maré

Todos os dias levanto bem sedo

"E vou ver a maré Bis

Para pegar marisco, menino

Seja o que Deus quizer

Para pegar marisco, menino

Seja o que Deus quizer

Alagados é

Favela da maré

Alagados é

Seja o que Deus quizer

Alagados é

Favela da maré

Alagados é

Seja o que Deus quizer

E lá nos alagados

A sobrevivência

É uma coisa normal

E é tão natural

E lá nos alagados

A sobrevivência

"É uma coisa normal Bis/p>

E é tão natural

Para quem vive

Esperança é coisa

Que não morre

Para quem vive

Esperança é coisa

Que não morre

Alagados é

Favela da maré

Alagados é

Seja o que Deus quizer

Alagados é

Favela da maré

Alagados é

Seja o que Deus quizer


Pixote

FAIXA 6

Autor: Cacau (Ed. Latino)

Intérprete:




Escuto no rádio

Que você vai virar noticia

Pegou um otário

Que vive hoje de malícia

Na educação a favela foi sua lição

E por não falar inglês

Tornou-se um vulgo alemão

Faça isso não

O sonho escapa pela contra mão

Faça isso não não não

O sonho escapa pela contra mão

Menino se fez no ato do teu orifício

Brincar de pivete

Mais tarde um compromisso

E vejo nos bares escuto em casa esquina

Milhões de olhares

Cada um com sua sina

Faça isso não

O sonho escapa pela contra mão

Faça isso não não não

O sonho escapa pela contra mão


Amazônia de Todas as Nações

FAIXA 7

Autores: Romildo Jr. e Fernando Nunes (Ed Latino)

Intérprete: Nonato




O mel é puro necta da flor

A sede água do rio mato

A mata virgem em seu esplendor

Devolve o puro ar que eu respiro

Do puro pulmão do mundo

Iô iô iô iô iô

Do alto a ferida é um clarão

Queimada a floresta grita de dor

Que o homem destrói com suas próprias mão

Levado pro todo dinheiro e cobiça

Natureza clama justiça

E quem mata só proteção

Devolve a terra que o homem tirou

Do índio caboclo que sempre zelou

Devolve o verde pra crescer demovo

Preserve a Amazônia

Iô iô iô iô iô

A Amazônia pertence à todas as nações

Ao meu deus supremo ao deus pagão

A raça humana teme extinção

Mais peca por sua omissão

Do alto a ferida é um clarão

Queimada a floresta grita de dor

Que o homem destrói com suas próprias mão

Levado pro todo dinheiro e cobiça

Natureza clama justiça

E quem mata só proteção

Devolve a terra que o homem tirou

Do índio caboclo que sempre zelou

Devolve o verde pra crescer demovo

Preserve a Amazônia

Iô iô iô iô iô

Devolve a terra que o homem tirou

Do índio caboclo que sempre zelou

Devolve o verde pra crescer demovo

Preserve a Amazônia

Iô iô iô iô iô

Por Querer

FAIXA 8

Autores: Carlinhos Brown e Vevé Calazans (Ed Tapajós/Nova república)

Intérprete: Alobened Airam




Gostaria que a Avenida Sete

Desse esquina com o Sambódromo

Que o bom sossego do nordeste

Bebesse água do mar

Despentear a peste

Fortalece a prece

Levantar a bandeira

Gostaria de saber a medida

Entre o mito e mitológico

Da partida não perdida

Do direito de falar

Por mais que a vida custe

A bondade de irmã Dulce

Levanta uma bandeia

Vou querer chimarrão

Cachaça de agrião

Pastel de camarão

Feijão

Vou querer chimarrão

Cachaça de agrião

Pastel de camarão

A verdade escondida

Ta no meio do zoológico

Vou mais longe pra ser lógico

Pode até estar lá

Quando tudo esta ruim

Uma fita de Bonfim

Levanta uma bandeira

Gloria a ti, neste dia de

Gloria

Gloria a ti, neste dia de

Gloria

Gloria a ti, neste dia de

Gloria

Vou querer chimarrão

Cachaça de agrião

Pastel de camarão

Feijão…


Dia a Dia Olodum

FAIXA 9

Autor: Ciro (Ed Latino)

Intérprete: Márcia Short




Sobe a ladeira

Desce a ladeira

Negro Bis

Mostra sua ginga

Vem de capoeira

Negro

Vem mostrar seu amor

Vem povo do Pelô

Não ao Apartai

Viva a liberdade

Negro

Esse riso lindo

Olodum esta saindo

Negro

Vem mostrar seu valor

Vem cantar no Pelô

Nas ruas do Pelô

Mais fiel

Pelourinho

Onde o negro apanhou

Nas ruas do Pelô

Mais fiel

Pelourinho

Onde o Olodum se firmou


Incenso do Índio

FAIXA 10

Autor: Jair (Ed Latino)

Intérprete: Nonato




Ê aê aô, que esperava a Bamdamel já chegou

Ê aê aô, aê aô, aêa

Ê aê aô, que esperava a Bamdamel já chegou

Caracanã, kamaiurá

Que fumaça é essa

Que faz índio viajar

Aê pichaua, ê Kayapó

Salve o famoso Apaxes do Tororó

Tem Pataxós,

Aê aô

Tem Quirirís

Aê aê aô

Têm Guaranis,

Aê aô

E tem Xingus

Aê aê aô

É índio Brasileiro

É

Ê aê aô, aê aô, aêa

Ê aê aô, que esperava a Bamdamel já chegou

Caracanã, kamaiurá

Que fumaça é essa

Que faz índio viajar

Aê pichaua, ê Kayapó

Salve o famoso Apaxes do Tororó

Tem Pataxós,

Aê aô

Tem Quirirís

Aê aê aô

Têm Guaranis,

Aê aô

E tem Xingus

Aê aê aô

É gente, como agente

É